UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI

Colabore com a vaquinha da Equipe Trem Ki Voa Micro

SOBRE

A equipe Trem Ki Voa Micro foi criada em 2009 por alunos do curso de Engenharia Mecânica da UFSJ, 8 anos após a criação da primeira equipe de aerodesign da UFSJ, chamada Coiote, que competia na classe regular. Em 2004 a Coiote mudou seu nome para Trem Ki Voa, e em 2010 iniciou sua participação na Competição SAE Brasil AeroDesign na classe micro, onde o objetivo é desenvolver um projeto aeronáutico de um veículo aéreo não tripulado (VANT), radiocontrolado, para transporte de carga.

Desde então a equipe tem se aperfeiçoado. Hoje conta com membros dos cursos de Engenharia Mecânica, Elétrica e de Produção, orientados pelo professor D.Sc. Cláudio C. Pellegrini. Para um melhor desenvolvimento, o projeto possui dois capitães, e é dividido entre seguintes áreas: Aerodinâmica, Cargas e Aeroelasticidade, Desempenho, Elétrica, Engenharia de Produto, Estabilidade e Controle, Estruturas e Ensaios, Simulação e CAD.

RESULTADOS

A primeira participação na Competição SAE Brasil de AeroDesign da equipe Trem ki Voa Micro foi em 2010. Após dois anos de competição veio a conquista da segunda colocação e em 2014, a equipe foi campeã pela primeira vez. Assim, conquistou o direito de representar o Brasil na competição mundial SAE AeroDesign East, em Lakeland, na Flórida, EUA, em março de 2015, onde conquistou o título de vice-campeã mundial. Com essa conquista, a equipe se tornou o primeiro projeto estudantil da UFSJ a obter prêmios nacionais e internacionais. Em 2016, repetiu-se o feito e conquistou a Competição Nacional, juntamente com a participação na Competição SAE AeroDesign East. Em 2017 a equipe se tornou tri-campeã nacional na classe micro e garantiu a sua participação na competição internacional na Flórida em 2018, obtendo o segundo melhor resultado na apresentação de projeto. Na Competição SAE Brasil AeroDesign de 2018, a equipe conquistou a menção honrosa de "Melhor Projeto" da classe micro, uma vitória inédita na história da Trem ki Voa Micro e que deixaram todos muito orgulhosos. Em 2019, ano em que completou 10 anos, a equipe alcançou o melhor resultado de sua história, além do sonhado tetra-campeonato, conseguiu, pelo segundo ano consecutivo, a menção de "Melhor Projeto" da classe micro e ainda as menções honrosas de "Maior Pontuação na Missão LAPES" e "Maior "Acuracidade" de Carga Paga". Na SAE Aero Design East 2020 a equipe conseguiu a 6ª colocação geral entre 20 equipes do mundo todo.

MISSÃO

Desenvolver, projetar e construir uma eficiente e competitiva aeronave rádio controlada para transporte de carga, com qualidade, inovação e sustentabilidade.

VISÃO

Se manter entre os melhores na Competição SAE Aerodesign, sendo referência no aerodesign universitário brasileiro e mundial, bem como agregar conhecimento à sociedade

VALORES

Espírito de equipe - Vontade de vencer - Integridade - Inovação - Comprometimento - Dedicação

EQUIPE

PATROCINADORES


A SAE Brasil é uma instituição iniciada em 1991, afiliada da SAE Internetional, com a missão de disseminar a tecnologia e o progresso da mobilidade. Congrega engenheiros, técnicos e executivos dos segmentos automotivo e aeroespacial, conscientes da necessidade de abrir as fronteiras do conhecimento para os profissionais brasileiros de mobilidade.

A associação promove anualmente mais de 100 eventos e um deles é a Competição SAE Brasil Aero Design. Essa competição objetiva estimular os estudantes de Engenharias de mobilidade envolvendo-os em um caso real de desenvolvimento de projeto aeronáutico, desde a sua concepção, projeto detalhado, construção e testes.

A competição ocorre em São José dos Campos (SP) e conta atualmente com 95 equipes distribuídas em três categorias distintas: 60 vagas na categoria Regular, 25 na Micro e 10 na Advanced. Cada categoria segue um regulamento anual com requisitos aplicáveis à cada uma destas, baseados em desafios reais enfrentados pela indústria aeronáutica, como por exemplo a otimização multidisciplinar para atendimento de requisitos conflitantes e redução de peso através de otimização estrutural. Durante os 4 dias da competição, as equipes são avaliadas e classificadas comparativamente por engenheiros da indústria aeronáutica de acordo com duas etapas, Competição de Projeto e Competição de Vôo.

ARTIGOS

DESENVOLVIMENTO DE UM DISPOSITIVO DE PONTA DE ASA PARA REDUÇÃO DE ARRASTO INDUZIDO 

ALMEIDA, Daniel J. C. de; OLIVEIRA, Fabrício A. de; AVELAR, Lara Vasconcelos;

 

RESUMO: Quando uma aeronave está em voo muitas forças agem sobre ela. Algumas são benéficas e outras são indesejáveis e devem ser minimizadas. Um exemplo é o arrasto induzido, fenômeno que ocorre na ponta da asa como consequência da geração de sustentação, prejudicando a performance do avião. Logo, sempre que possível, é vantajoso reduzi-lo. O uso de dispositivos na ponta da asa é capaz de realizar tal função gerando resultados significativos. Considerando a diversidade de opções e buscando um tipo de dispositivo que melhor se adequa a uma aeronave destinada a participar da competição SAE Brasil Aerodesign, a equipe Trem Ki Voa Micro optou por desenvolver um modelo de end-plate. O presente trabalho apresenta um estudo para o desenvolvimento do end-plate utilizado na aeronave da competição do ano de 2016, realizado através de simulações fluidodinâmicas no software Ansys CFX®, em que foram comparados os coeficientes de sustentação e arrasto das asas com e sem dispositivo. Os resultados levam a um end-plate de simples construção e capaz de melhorar a eficiência da asa em todo o envelope de voo, desde a decolagem até variadas condições de operação, comprovando sua eficácia.

 

CONTATO: danielalmeidaengmec@yahoo.com ; faraujoengmec@gmail.com ; laravasconcelos5@hotmail.com

 

 

TELEMETRIA DE BAIXO CUSTO PARA VEÍCULOS AÉREOS NÃO TRIPULADOS
SOUZA, Vinícius Luiz de; RODRIGUES, Mateus Soares; BATISTA, Edgar Vanier Luiz; SILVA, Fernando Honório.
 
RESUMO: O uso de aeronaves não tripuladas vem se tornando cada vez mais difundido em diversas tarefas. Aplicações em sensoriamento remoto, transporte de pequenas cargas ou mesmo operações de resgate estão mais frequentes, a medida em que a tecnologia de desenvolvimento de produtos evolui e se adéqua aos requisitos e a tecnologia aplicada possibilita o emprego em ações mais complexas. Diante disso, a Sociedade de Engenheiros Automobilísticos-Brasil tem incentivado o projeto de aeronaves não tripuladas através de uma competição entre estudantes universitários. O projeto de aeronaves para a competição leva em conta aspectos complexos de Engenharia Aeronáutica. Este trabalho propõe um sistema de aquisição de dados de baixo custo que permite a avaliação de variáveis importantes ao projeto, tais como velocidade, aceleração e angulação. Além do baixo custo, o sistema possui fácil utilização e reconfiguração.
 
CONTATO: viniciuslsza@gmail.com; sinop.mateus@gmail.com; edgarluiz@outlook.com; fernando_lxl@hotmail.com
DESENVOLVIMENTO DE UM NOVO PERFIL AERODINÂMICO PARA A COMPETIÇÃO SAE BRASIL AERODESIGN

COUTO, Erick H. O.; COMOTTI, Leonardo;

 

RESUMO: O presente artigo aborda o desenvolvimento de um novo perfil aerodinâmico, voltado para a Competição SAE Brasil AeroDesign. Com o intuito de diminuir o excesso de velocidade e melhorar o pouso da aeronave, no ano de 2015 a equipe Trem Ki Voa – Micro optou, através das orientações contidas em bibliografias para aeronaves leves e subsônicas não tripuladas, pela realização de um estudo de perfis comerciais, com o interesse de gerar uma mescla e obter a melhor relação entre sustentação e arrasto. Após dar origem ao perfil TKVMICRO15, foram feitas simulações computacionais comparando o perfil utilizado no ano de 2014 (TKVMICRO11) com o novo aerofólio desenvolvido. Com a conclusão do projeto aerodinâmico, foram construídos protótipos a fim de validar as simulações, tornando possível chegar à aeronave final apta para competir. Desta forma, foi alcançado o objetivo inicial, proporcionando uma aeronave mais leve, mais estável e mais lenta, corrigindo e melhorando os problemas identificados pelo piloto na aeronave de 2014, correspondendo às expectativas da equipe.

 

CONTATO: erickcouto22@hotmail.com; leonardocomotti@yahoo.com.br

Scroll Up